| home | empresa | produtos | serviços | suporte | CÓDIGO DE ÉTICA | Contato | FAQ |
 
Array
Feira de Santana, Sabado, 01 de Novembro de 2014
   
   
     
     
 
LiveZilla Live Help
 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
 
 
Governo unificar banco de dados nacional PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

O evento contou com a presença de Guido Bertucci, diretor-executivo da International Governance Solutions (IGS), organização desenvolvedora de soluções para facilitar a governança. De acordo com o executivo, o governo eletrônico é uma importante ferramenta para remover as camadas de burocracia no setor público.

Para isso é preciso haver mudanças na administração. “Primeiro é preciso mudar a cultura hierárquica dentro das instituições. Quem ocupa um cargo mais elevado precisa entender que os mais jovens têm muito a contribuir. A participação de todos os funcionários e da população é fundamental”, disse Bertucci.

O segundo desafio, especificamente no caso brasileiro, é criar um único banco de dados. Por ser um País muito populoso esse pode ser um a barreira mais difícil de ser superada. A solução apontada pelo especialista é a integração entre os diversos braços do governo. “Esse é um caminho sem volta. A procura por serviços e informações pela internet cresce a cada minuto”, contou o diretor-executivo do IGS.

O governo, segundo Bertucci, não deve se limitar a apenas prestar serviços. O desenvolvimento de aplicativos e ferramentas pode ajudar a desenvolver o mercado interno. A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 75% da população mundial termine este ano com acesso a um dispositivo com internet wi-fi.

“O desenvolvimento de ferramentas, principalmente para celulares smartphones, é um mercado promissor. Dominar esse conhecimento e torná-lo público pode impulsionar um País”, destacou. Países como Bélgica, Córeia do Norte e Suíça são exemplos em governança eletrônica. Na Bélgica cada cidadão tem um cartão de identificação para acessar qualquer informação das agências do governo.